# 4

Religião.

lugares.jpg

Aprendi muito sobre religião. Muitas pessoas dizendo muitas coisas que considerei verdades e mentiras. Em uns acreditei, de outros duvidei. No entanto, o que sou apesar dos pesares? Somos formados por tantos outros, e há as usinas das neuroses. Família, escola, universidade, o outro. É difícil falar da própria opinião se considerarmos que tudo o que sabemos nos foi mostrado por outros que tinham suas opiniões formadas por outros, infinitamente até Heráclito e Parmênides. Não, até o início dos tempos mesmo.

Tenho algum conhecimento “próprio” porque já vivi um pouco e pude experimentar umas coisas. Geralmente, quando nos metemos numa religião, ela nos molda. Isso é tudo, pois acredito que não existimos para encaixar em um molde. A pessoa tem o pensamento, o qual sempre é livre, pois ele sempre existe por mais que sejamos oprimidos. Pode haver controvérsias quanto a isso, mas, tirando por minha mente – e só a minha, pois as minhas crenças são só minhas, já que só eu vivo em mim obrigatoriamente, sem chances de mudança para outra locação – estamos sempre pensando.

Posso ser uma falsa falando mal de você na minha mente, enquanto converso amigavelmente com você. Possivelmente, antes disso acontecer, eu já teria te deixado. Isso se aplica a tudo, você me diz uma coisa e eu não concordo, eu posso ficar quieta só para não ter que discutir sobre isso.

arvore

A religião tem suas verdades e seus seguidores devem segui-las. Isso me incomoda porque com algumas coisas posso concordar, mas duvido que concorde com tudo. Estou aqui para fazer de tudo, e não praticar uma verdade que não descobri por mim mesma. Há coisas que descobri experimentando, mas antes tive que me dar a chance de experimentar. Há coisas que sei apenas porque me disseram, essas coisas são as quais estou disposta a enfrentar para provar a veracidade. Muitos dirão que é perigoso, mas será que é mesmo? Ou é 1 em 100? Ou 1 em 10? Ou 1 em 3? Como poderemos saber se algo faz bem se não experimentamos?

Tem uma única coisa que aprendi e considero como verdade, só dela não abro mão por enquanto. É que somos únicos. Cada um é de um jeito, cada um pode descobrir suas verdades. Não tem que ser, pode ser, mas não tem que nada.

Não julgo religiosos. Apenas entendo que eu não quero ser uma deles porque quero provar por mim mesma. Penso que religião é um conjunto de verdades estabelecidas por umas pessoas, é como um governo. E é, não tem nada de errado com isso, apenas não acredito que precisamos de tantos e tantos governos na vida, um ou dois já é mais que suficiente.

beleza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s